NOVIDADES SOBRE O FILME

Gostaríamos de agradecer a todos pelas mais de 400 mil visualizações e a excelente receptividade com mensagens  carinhosas recebidas durante a pré-estreia do filme, ocorrida de 16/04/2021 a 1/05/20121, no site www.cavalodesantofilme.com.br

Só pelo carinho e participação de vocês valeu cada segundo destes 10 anos de labuta para a materialização deste documentário. Vencemos preconceitos, intolerâncias, boicotes e toda a sorte de obstáculos para sua realização

O site do projeto continuará no ar, assim como o Facebook  e o Instagram, onde informaremos  as novidades e a continuidade do projeto.

Foi uma prova da força do povo de religião no sul que se orgulha da sua cultura imaterial, mesmo quando a cultura oficial no Rs tenta torná-los invisíveis.

Nesse momento estamos  direcionando o documentário para o circuito dos festivais de cinema. Nosso próximo objetivo é que possamos exibí-lo em todo Brasil e exterior, mas como a maioria dos festivais  não aceita inscrições de filmes que estejam no youtube ou que já tenham tido lançamentos, foi retirado do site.

Depois desta etapa o filme voltará para plataformas de streamings. Pedimos a compreensão, a torcida e energização de vocês para que possamos alcançar esse novo caminho e levar a cultura afro-brasileira em terras gaúchas para além das fronteiras do RS.

IMPRENSA

SINOPSE

O documentário longa-metragem “Cavalo de Santo”, baseado no livro homônimo da fotógrafa Mirian Fichtner, é fruto de dez anos de pesquisas, entre os terreiros gaúchos e retrata o universo religioso afro-brasileiro no Rio Grande do Sul.

Mostra a presença africana no segundo estado brasileiro mais branco do país e apresenta a diversidade, de forma ampla, das principais linhas da fé cultuadas pelo povo de religião no sul, suas características regionais e como diferenças existentes, entre os rituais do sul e os que ocorrem sem restante do Brasil.  

TEASER

Play Video

*Para assistir o teaser com acessibilidade e legenda clique aqui

MAKING OF

O livro Cavalo de Santo- Religiões Afro-gaúchas, já esgotado, foi lançado em 2011, em parceria com a Fundação Palmares e retratou o universo religioso da cultura imaterial afro-brasileira no sul do país. Porto Alegre foi revelada como a capital das religiões afro no Brasil. Foi um marco histórico na cultura gaúcha, com repercussão nacional. O trabalho mostrou a diversidade das religiões afro-gaúchas com suas características regionais e as diferenças existentes, entre os rituais do sul e os que ocorrem no restante do Brasil.

Play Video